fbpx Skip to main content
Depilação íntima feminina: 9 cuidados em 2019

Depilação íntima feminina: 9 cuidados em 2019

Se você opta pela remoção completa dos pelos, nesse artigo você vai conhecer algumas dicas e cuidados para estar em dia e sem nenhuma preocupação. A depilação íntima exige cuidados extras para evitar certos incômodos, como, por exemplo, inflamações, pelos encravados e machas.

Inclusive fazer a depilação em áreas íntimas podem se tornar bem variadas e você pode se inspirar em alguns modelos de desenhos femininos, mas, é claro, se você for mais adepta a isso.

Como o pelo é um tipo de barreira natural de proteção contra bactérias e outros agentes nocivos, a ausência deles pode ocasionar problemas à saúde, como infecções, por exemplo. O contato direto com a roupa íntima aumenta a umidade da região e isso contribui para a proliferação de bactérias.

Da mesma forma, o excesso de pelos também pode ser prejudicial ao organismo, aumentando o acúmulo de secreções na região íntima. Isso pode atrair mais fungos e causar corrimento, coceira, mau cheiro e ardor.

 

Depilação íntima e os métodos de depilação

O melhor método escolhido deve atender ao que o seu corpo exige, sem agredir a pele da região íntima, focando, sobretudo, em seu bem-estar, pois essa pele é muito mais delicada que a de outras partes do corpo. Confira alguns tipos de depilação você pode fazer, caso já não esteja:

1. Depilação com cera

Em geral, embora a cera quente possa deixar a região com manchas escuras, ela é eficiente, já que retira o pelo pela raiz. Na hora de procurar cera, leve em consideração os seguintes pontos, conforme fala o blog Minha Vida:

  • Use sempre as ceras industrializadas, que são avaliadas e testadas antes de serem colocadas à venda.
  • Toda pessoa que tem alergia a uma substância específica deve ser orientada pelo seu dermatologista sobre o tipo de produto que pode ser usado, além disso, ter uma pele sensível não significa que você não apresentará irritação com o uso de uma cera hipoalérgica.
  • Não reutilize a cera mesmo que ela seja aquecida em altas temperaturas – isso não é suficiente para eliminar as bactérias mais resistentes.

2. Lâmina

Apesar de prática, é uma das maneiras mais agressivas de se depilar, mas as lâminas podem causar pelos encravados ou, até mesmo, cortar a pele. Sabe aquelas bolinhas vermelhas que aparecem na pele após uma depilação? Foliculites!

O método também não dura por muito tempo, em cerca de 1 a 7 dias os pelos irão voltar a crescer.

3. Creme para depilação íntima

O tão conhecido creme depilatório, que geralmente é utilizado em regiões menores, como o rosto, também é recomendado para outras regiões, mas deve ser testado em outras áreas do corpo antes de aplicá-lo na região íntima, para checar se você não é alérgica a ele.

O método também não é muito duradouro, em média, em 1 (uma) semana os pelos voltam a crescer.

4. Laser

A depilação a laser é uma das melhores alternativas para quem deseja ficar sem pelos durante muito tempo. Dentre as opções disponíveis no mercado, o laser de Alexandrite é uma ótima solução, lembrando que o tratamento deve ser feito com um profissional capacitado, por exemplo, biomédicas (os) e esteticistas.

Quais os cuidados pré depilação?

Antes da depilação íntima, para não ter dúvidas sobre o que fazer, lave a região ou use loções pré-depilatórias, que ajudam na limpeza do local e afastam fungos e bactérias, após isso, leve em consideração as seguintes dicas e tenha o maior conforto do mundo:

1. Esfolie a pele

Você também pode esfoliar a pele, pelo menos, 3 (três) dias antes da retirada dos pelos, para ajudar a eliminar impurezas e pelos encravados. Se você já estiver com foliculite (bolinhas vermelhas que normalmente surgem após a depilação), espere pelo menos algumas semanas até que a irritação da pele tenha passado.

Quais os cuidados pós-depilação?

1. Use produtos calmantes

Utilize produtos calmantes como compressas de chá de camomila gelado, água boricada ou termal. Evite loções com álcool ou cremes com composições muito pesadas para fazer a higiene íntima.

2. Deixe a pele respirar

Não use roupas muito apertadas ou de tecidos sintéticos logo após o procedimento, pois isso pode favorecer o encravamento. Se possível, deixe a área a mais arejada possível logo após a depilação.

3. Evite hidratantes logo após a depilação

Esse hábito pode entupir os poros. Se você achar necessário, consulte o dermatologista para checar qual o melhor creme pós depilatório para sua pele. A médica dermatologista Dra. Thais Pepe, no blog Beleza na Web comenta sobre o assunto e indica a ingestão de bastante água.

4. Tenha cuidado com os sabonetes

Evite os sabonetes tradicionais perfumados, estes contêm ingredientes com maior probabilidade de irritar a pele e causar alergias. O ideal é usar um sabonete líquido específico para higiene íntima, que já foi elaborado para remover o excesso de sujeira dessa região e mantê-la saudável.

Também existem períodos mais sensíveis que a depilação é, dependendo do método, mais dolorida, que é o período menstrual. Na TPM, aquela fase que antecede o período que você conhece bem, tornando-a mais desconfortável, mas é claro que isso varia de cada mulher.

O método mais confortável varia de pessoa para pessoa e problema para problema.

E você, como lida com a depilação íntima? Quais os cuidados que você tem após a depilação?

Lisa

Olá, eu sou a Lisa, assistente virtual da Vialaser e autora desse blog maravilhoso! Quero trazer os conteúdos mais diversos e interessantes sobre o mundo da estética, saúde, beleza e depilação a laser. Se liga nos posts e não deixe de interagir!

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Sacha Melo Recent comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Sacha Melo
Visitante

Muito bom este tipo de contéudo.Fico horas e horas lendo este tipo de assunto.

Vou compartilhar com meus amigos!

Obrigado!