fbpx Skip to main content

Possui coceira na pele? Entenda o porquê você precisa se preocupar

É sempre importante estar atento aos sinais que o seu corpo dá. Às vezes, por mais “normal” que seja, alguns sinais podem trazer consequências terríveis caso não for cuidada, como, por exemplo, a coceira na pele.

As causas são infinitas, porém, algumas devem ser observadas “mais de perto”, para isso, tenha sempre cuidados diários e consulte um dermatologista. Nesse post vamos entender alguns motivos para a coceira e como se cuidar corretamente.

Coceira alérgica

Sempre que pensamos no assunto, lembramos automaticamente da coceira alérgica, aliás, é a mais comum. Algumas reações são bem comuns e causam o desconforto na pele, como, por exemplo, picada de inseto, alimentos, pelos de animais/plantas.

Para entender melhor como acontece tudo isso, é necessário consultar um alergista para que você possa se afastar daquelas substâncias que fazem mal ao seu corpo tanto externa quanto internamente. Dependendo da alergia você precisa consultar, urgente, um dermatologista.

 

Dermatite

Do mesmo modo que existem diversos tipos de alergia, existem também diversos tipos de dermatites das quais variam entre atópica, seborreica (couro cabeludo), de contato, herpetiforme e psoríase. Algumas são mais simples de tratar, diferente de outras.

A dermatite atópica, segundo o Dr. Drauzio Varella, é uma doença crônica que evolui com fases de ativação e costuma estar mais presente em crianças no terceiro mês de vida. Menos de 1% dos pacientes têm a doença no início da vida adulta.

Porém, em todo o caso, é importante que sejam tratadas, pois todas elas trazem vermelhidão, algumas descamam a pele e trazem inchaço. Por isso procure um dermatologista para que o tratamento correto seja feito da maneira correta e sem riscos de lesionar ainda mais a pele.

Doenças psicológicas

Algumas doenças de cunho psicológico, como, por exemplo, a depressão e a ansiedade, trazem a coceira como uma consequência de sua evolução. Nesse caso o prurido passa a não ser consequência de algo dermatológico, mas sim, psicológico.

O paciente pode ter lesões na pele se não for tratada e conforme não haver o tratamento psicológico adequado. E conforme mencionado anteriormente, o indicado são os tratamentos psiquiátricos das quais podem indicar o uso de calmantes, ansiolíticos ou antidepressivos.

Inclusive, algumas outras doenças podem ser desencadeadas dependendo do emocional da pessoa, mas, diferente dos comichões, algumas só se manifestam em pessoas com predisposições genéticas, como hiperidrose e urticária, por exemplo.

Outros tipos de coceiras

Por meio do nosso sistema, podemos presenciar a proliferação de doenças por meio do sintoma da coceira, que até então, pode ser considerada estranha. Por exemplo, infecções através de vírus, neuropatias, HIV, câncer e entre outras.

O passo mais importante para você identificar o porquê você está sentindo esses incômodos, é prestar a atenção em outros sinais que o seu corpo está dando e após isso procurar um profissional capacitado para que você comece o tratamento corretamente.

Gostou do post? Já teve uma coceirinha incômoda e descobriu que era algo mais? Como você lidou com ela? Conta para gente nos comentários e compartilhe esse post para seus amigos e amigas!

Lisa

Olá, eu sou a Lisa, assistente virtual da Vialaser e autora desse blog maravilhoso! Quero trazer os conteúdos mais diversos e interessantes sobre o mundo da estética, saúde, beleza e depilação a laser. Se liga nos posts e não deixe de interagir!

Deixe um comentário

avatar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Subscribe  
Notify of